PT | EN
PT | EN

DA SOMBRA PARA A LUZ | S. Brás de Alportel

#OAorquestra

 

Um programa de concerto que dá continuidade ao foco na descoberta e redescoberta, desta vez cedendo o passo à contemporânea Augusta Read Thomas, uma das vozes mais marcantes da cena contemporânea norte-americana. Será também ocasião para a estreia moderna em Portugal da dramática e intensa segunda sinfonia de Ludwig Spohr, autor cuja fama injustamente se eclipsou ao longo do último século e meio.

Haverá ainda ocasião para revisitar o intenso quinto concerto para violino e orquestra do virtuoso Henri Vieuxtemps, interpretado por João Castro, que deixa a estante dos primeiros violinos da nossa orquestra para assumir o papel de solista.

 

Programa

 

AUGUSTA READ THOMAS (1964)

Of Paradise and Light


HENRI VIEUXTEMPS (1820 – 1881)

Concerto para violino nº5

 

-Intervalo –

 

LOUIS SPOHR (1784 – 1859)

Sinfonia nº2 em Ré menor

 

 

João Castro, Solista (violino)

Martim Sousa Tavares, Maestro Titular

Orquestra do Algarve

 

 

01 de abril sábado

S. BRÁS DE ALPORTEL

Cine-Teatro

21h30

Bilhetes: 3€ > à venda na Galeria Municipal e, no próprio dia, na bilheteira do Cine-Teatro a partir das 20h30.

Informações: cultura@cm-sbras.pt / T: 289 840 211

 

Município de S. Brás de Alportel, Organização

 

 

_____

 

MARTIM SOUSA TAVARES - MESTRO TITULAR

Martim Sousa Tavares é natural de Lisboa, onde nasceu em 1991.

Formado em Ciências Musicais e Direcção de Orquestra entre Lisboa, Milão e Chicago, cumpriu este percurso com honras académicas e bolsas Fulbright e Eckstein Foundation.

Funda em 2014 em Brescia a Orchestra di Maggio, seguindo-se em 2019 a Orquestra Sem Fronteiras, com sede em Idanha-a-Nova e que se apresentou em mais de 100 localidades entre Portugal, Espanha e Brasil, tendo vencido em 2022 o Prémio Carlos Magno para a Juventude, do Parlamento Europeu e o prémio de música da Mirpuri Foundation.

É maestro titular da Orquestra Clássica do Sul desde janeiro de 2023 e a sua atividade recente inclui concertos com a Orquestra da Rádio Nacional da Roménia, Orquestra Gulbenkian, Orquestra Metropolitana de Lisboa, Orquestra Filarmonia das Beiras e Orquestra do Norte.

Desenvolve uma atividade intensa no âmbito da comunicação cultural, tendo assinado mais de 150 programas na RTP2, RTP Palco e Antena 2. No jornal Observador mantém uma newsletter e um podcast semanal: o mais ouvido em Portugal no domínio da música.

Colabora regularmente com o teatro e, enquanto autor, destacam-se a música para Vita & Virginia, apresentado no Teatro São Luiz em 2021, a ópera infantil O Anel do Unicórnio, estreada em 2021 e apresentada em sete cidades, e Uma Outra Bela Adormecida, a partir do conto de Agustina Bessa-Luís, numa coprodução do Teatro Nacional de São João, Lu.Ca - Teatro Luís de Camões, Cineteatro Louletano e Centro Cultural Raiano estreada em Janeiro de 2023.

No ramo da direção artística, concebeu A Boca do Lobo, um ciclo de música clássica no Lux-Frágil, assumiu a coordenação do programa cultural da candidatura de Aveiro a Capital Europeia da Cultura em 2027 e é o atual diretor do Festival de Sintra.

 

 

JOÃO CASTRO - VIOLINO

João Castro iniciou os seus estudos musicais em Espinho, de onde é natural.

Estudou com Nuno Soares, Zofia Wóycicka e concluiu o seu Mestrado Solista na Detmold Hochschule für Musik, Alemanha, com o Professor Thomas Christian.

Como músico de câmara, João trabalhou com prestigiados professores como Ryszard Wóycicki, António Saiote, Xenia Jankovic, Diemut Poppen, Peter Orth e o Quarteto Auryn. Tocou no “Harmos Festival”, “Cantabile Festival”, “Mosaiken”, “Festival Jovens Músicos”.

Obteve o 2º Prémio no “Concurso Nacional de Cordas Vasco Barbosa” e melhor interpretação de Bach solo (2018), foi premiado no “Prémio Jovens Músicos” - categoria de música de câmara e 1º Prémio no “Concurso Auryn” (2015 e 2016) - categoria de música de câmara.

Colabora regularmente com a Orquestra Gulbenkian, Ensemble MPMP, Orquestra Clássica de Espinho, Orquestra Sem Fronteiras e Detmolder Kammerorchester.

Nos tempos livres, o João gosta de cozinhar, jogar xadrez, jogar padel e tem interesse por poesia e fotografia.

João é membro da Orquestra do Algarve desde outubro de 2018.

 

voltar a programação regular

Se deseja receber notícias sobre futuros eventos, subscreva a nossa newsletter

Subscrever

Morada
Rua João Brito Vargas
Casa das Figuras
8005-145 Faro
Siga-nos