PT | EN
PT | EN

ESCOLAS VIENENSES | Lagoa [Arquivo]
Programação Regular

SCHOENBERG E SCHUBERT


Sinopse

Para este concerto propomos três obras musicais de compositores representativos dos dois movimentos estético-musicais que marcaram profundamente a História da Música ocidental. Falamos da Primeira Escola de Viena - Haydn, Mozart e Beethoven (segunda metade do séc. XVIII, com Schubert como um dos seus principais sucessores; e da Segunda Escola de Viena – Schoenberg, Webern e Berg (séc. XX)).

 

Notas ao Programa

Em 1824 Schubert escreveu Seis Danças Alemãs para a sua aluna Caroline Esterházy, filha de um conde húngaro que contratara Schubert para professor da sua filha. Como grande parte da música que compôs, também as Seis Danças Alemãs não foram publicadas durante a vida do compositor. Estas em particular foram só reencontradas em 1930 e, posteriormente, publicadas pela editora vienense Universal, numa versão com orquestração encomendada ao compositor Anton von Webern, discípulo de Schoenberg e representante da Segunda Escola de Viena. Esta é a versão que apresentamos neste concerto, o resultado de um admirável ato de homenagem e respeito do grande mestre vienense para com o outro seu par.

Após a emigração para os Estados Unidos em 1933, consequência da ascensão do Partido Nazi na Alemanha onde residia, Schoenberg assiste a uma evidente contração da sua produção musical. Eventualmente provocada pelas dificuldades de adaptação a tal mudança, de Berlim para Boston e depois para Los Angeles em 1934; pela falta de disponibilidade criativa provocada pela intensa atividade docente que então desenvolvia ou pela conjuntura político-social da Europa e das notícias angustiantes sobre a realidade vivenciada pelos seus familiares de origem judaica que permaneciam na Áustria. Ainda que o seu legado seja o Método Dodecafónico e o Serialismo que consubstanciam a Segunda Escola de Viena, é na fase acima descrita da sua vida que compõe a Sinfonia de Câmara No. 2, Op. 38, na qual, surpreendentemente, podemos constatar um apaziguado regresso temporário ao tonalismo musical.

Composta em 1813, tinha o compositor apenas 16 anos, a Sinfonia nº 1 é afirmativamente uma obra de grande relevo artístico. Representante do legado dos seus mestres Beethoven, Mozart e Haydn (em especial evidência no primeiro andamento desta sinfonia), poderemos reconhecer claramente o lugar de destaque que Schubert ocupa junto da segunda geração da Primeira Escola de Viena.

 

 

Programa


F. SCHUBERT (1797-1828) / A. WEBERN (1883-1945)

Danças Alemãs Op. Posth / D. 820

 

A. SCHOENBERG (1874 – 1951)

Sinfonia de Câmara nº 2, Op. 38

 

(Intervalo)

 

F. SCHUBERT (1797-1828)

Sinfonia nº 1 em Ré maior, D. 82

 

Orquestra Clássica do Sul

Rui Pinheiro, Maestro Titular

 

65 minutos, Duração


01/11

LAGOA

Auditório Carlos do Carmo

19h00

Bilhetes: 10€

Informações: Bilhetes à venda em www.bol.pt ou nos locais físicos habituais: Auditório Carlos do Carmo, Centro Cultural Convento de S. José e Balcão Único da C.M. de Lagoa.

 

Município de Lagoa, Organização

voltar

EXTENDED HORIZONS | Faro

09/02
Faro
Teatro Lethes
19h00

saber mais

Se deseja receber notícias sobre futuros eventos, subscreva a nossa newsletter

Morada
Rua João Brito Vargas
Casa das Figuras
8005-145 Faro
Siga-nos