PT | EN
PT | EN

DESCOBRIR LOUISE FARRENC | Évora [Arquivo]
Programação Regular

#OCSORQUESTRA

 

 

Este é um programa que celebra os mundos imaginários. Começando pela misteriosa Romance de Sibelius, propõe-se a expansão da imaginação musical em vários sentidos. Inspirado pelo texto de Maurice Maeterlinck, Sibelius escreve em 1905 a música de cena para acompanhar Pelléas et Mélisande, peça teatral fundamental da estética simbolista.

Na segunda metade, o programa prossegue com a majestosa e dramática abertura da ópera Idomeneo, em que Mozart dá música às tempestades e oceanos que se opuseram a esta figura mitológica, Rei de Creta.

A conclusão será com a estreia em Portugal da imponente sinfonia em sol menor de Louise Farrenc, compositora do romantismo oitocentista cujo legado está, justamente, a conhecer cada vez maior disseminação. Esta sinfonia será ouvida pela primeira vez em Portugal, conduzida pela jovem maestrina Constança Simas.

 

 

Programa


JEAN SIBELIUS (1865 – 1957)

Romance em Dó Maior

Pelléas et Mélisande

 

- Intervalo –

 

WOLFGANG AMADEUS MOZART (1756 – 1791)

Abertura de Idomeneo

 

LOUISE FARRENC (1804 – 1875)

Sinfonia nº3 em Sol menor

 

Orquestra Clássica do Sul

Constança Simas, Maestrina Convidada

 

 

25 de março (sábado)

ÉVORA

Teatro Garcia de Resende

17h00

Bilhetes: 8€ (geral); 4€ (estudantes e maiores de 65 anos) > www.bol.pt

Informações: T: 266 703 112

 

CENDREV – Centro Dramático de Évora, Organização

 

 

_____

 

CONSTANÇA SIMAS – MAESTRINA CONVIDADA DO MÊS DE MARÇO

 

No ano de 2023, Constança irá dirigir a National Youth Orchestra of Great Britain (NYO) e a NYO Inspire, nos programas de Primavera e Verão. Estará presente também na Academia de Teatro Musical em Nîmes (França) em abril. Na temporada passada teve a sua estreia com a orquestra Southbank Sinfonia em Londres, a Orquestra Clássica do Centro em Coimbra, e exerceu funções de maestrina assistente em várias produções com a BBC National Orchestra of Wales e Ryan Bancroft, a Welsh National Opera, a Orquestra Metropolitana de Lisboa e a Orquestra Sem Fronteiras. No Teatro Rivoli do Porto foi diretora musical da Ópera Lugar Comum por Sofia Sousa Rocha e o Quarteto Contratempus, que estreou em Novembro de 2022.

Como participante do programa WoCo Gateshead 2022-23, dirige esporadicamente a Royal Northern Sinfonia e é também mentorada pela Taki Alsop Conducting Fellowship. Em 2021/2022 foi maestrina residente do Young Women Opera Makers da Académie du Festival Aix-en-Provence e fellow do programa da Georgia Symphony Orchestra em Atlanta. Constança é proativa em criar concertos com mensagens e conceitos relevantes para a atualidade, tendo estreado obras por compositores portugueses e produzido espetáculos focados em atingir públicos mais diversos.

Constança terminou recentemente o mestrado de Direcção de Orquestra com Distinção no Royal Welsh College of Music and Drama, na classe do Professor David Jones. Iniciou os seus estudos em Lisboa completando a licenciatura também em Direção de Orquestra na Academia Nacional Superior de Orquestra Metropolitana em Lisboa, onde estudou com o Professor Jean-Marc Burfin. Ganhou vários prémios pela sua prestação no College, presenteados tanto pela própria instituição como também pela Fundação Calouste Gulbenkian, em Portugal.

voltar

Se deseja receber notícias sobre futuros eventos, subscreva a nossa newsletter

Subscrever

Morada
Rua João Brito Vargas
Casa das Figuras
8005-145 Faro
Siga-nos