PT | EN
PT | EN

CONCERTO DE PRIMAVERA | Faro [Arquivo]
Lethes Clássico

Música Portuguesa nos séculos XX/XXI

 

Sinopse

Compositores portugueses do século XX, marcantes e incontornáveis. A cultura portuguesa na sua expressão musical erudita é o foco deste concerto de Primavera. Nele, por entre sopros e cordas, vamos poder escutar o País e as suas gentes, na diversidade que nos caracteriza.

 

Notas ao Programa

 

Joly Braga Santos foi uma das principais figuras da Música Portuguesa do século XX, tendo sido reconhecido como um impulsionador da atividade musical da sua época, já que a sua obra foi considerada como uma das grandes realizações artísticas no panorama autoral português. Embora tenha dedicado grande parte da sua vida à produção sinfónica, tendo produzido seis sinfonias e diferentes outras obras, Joly Braga Santos, na fase final da sua vida, dedicou-se particularmente à composição de obras para conjuntos de câmara, como aquela que iremos escutar neste concerto.

 

Quinteto de Sopro, op.66, de António Victorino D’Almeida, é apenas um exemplo da sua vasta obra enquanto compositor, que abrange desde a ópera, à música sinfónica e de câmara. António D’Almeida compôs, para além de música para cinema e teatro, dezassete obras sinfónicas, uma ópera, sete sonatas para piano, vinte e oito obras de câmara, mais de cem peças para piano e cerca de duzentas melodias, uma das quais, Baunilha e Chocolate, vencedora do Festival da Canção em 1998, na voz de Tó Cruz. Personalidade polifacetada da vida cultural portuguesa, António D’Almeida esteve também ligado ao cinema, rádio e televisão.

 

Cinco Elegias, Op. 11 é uma obra de câmara criada em 1997, em homenagem a cinco dos compositores que influenciaram o percurso de Eurico Carrapatoso.  Composta por cinco andamentos, s E. Carrapatoso elogia em cada um deles, respetivamente, Béla Bartók, Germaine Tailleferre, Anton Webern, Olivier Messiaen e Igor Stravinsky.

 

Para finalizar, escutaremos o segundo quarteto de cordas composto por Joly Braga Santos, quando este vivia em Milão para frequentar cursos de aperfeiçoamento no âmbito da música (1957). Apesar de se limitar a três andamentos, esta obra faz transparecer a recorrência temática onde predominam não só as estruturas clássicas, mas também algumas melodias que evidênciam com genuína naturalidade a música tradicional portuguesa.

 

Obras de J. BRAGA SANTOS, A. VICTORINO D'ALMEIDA E E. CARRAPATOSO

 

Programa

 

JOLY BRAGA SANTOS (1924 – 1988)

Adagio e Scherzino

 

ANTÓNIO VICTORINO D'ALMEIDA

Quinteto de Sopros, Op. 66

 

E. CARRAPATOSO

Cinco Elegias, Op. 11

 

A Béla Bartók

A Germaine Tailleferre

A Anton Webern

A Olivier Messiaen

A Igor Stravinsky

 

JOLY BRAGA SANTOS (1924 – 1988)

Quarteto de Cordas nº2 em Lá menor, Op.27 (1957)

 

Largo - Allegro moderato

Adagio molto

Largo - Allegro molto vivace

 

 

Agrupamento de música de câmara da Orquestra Clássica do Sul

 

 

28/04

FARO

Teatro Lethes

19h00

Bilhetes: 7,50€  > Bilhetes à venda em www.bol.pt

Informações: T: 289 878 908

 

Orquestra Clássica do Sul, Organização

Teatro Lethes, Apoio


voltar

Se deseja receber notícias sobre futuros eventos, subscreva a nossa newsletter

Subscrever

Morada
Rua João Brito Vargas
Casa das Figuras
8005-145 Faro
Siga-nos