PT | EN
PT | EN

BRUNO BORRALHINHO DIRIGE A ORQUESTRA DO ALGARVE | Faro [Arquivo]
Programação Regular

#OAORQUESTRA

 

O maestro e violoncelista Bruno Borralhinho é um dos nomes portugueses mais aclamados na Europa, onde a sua carreira alterna entre o pódio e o violoncelo. Baseado na Alemanha, Borralhinho realizou concertos com enorme aclamação na crítica e costuma desenvolver a sua atividade em Portugal com a Orquestra Sinfónica Nacional ou Orquestra Gulbenkian. Esta será a sua estreia no Algarve e uma ocasião imperdível para qualquer melómano. O concerto segue uma temática que conta a história do fogo enquanto fonte de luz e esclarecimento, culminando numa das mais enérgicas e expansivas partituras de Beethoven.

 

Programa

 

FREDERICK DELIUS (1862 – 1934)

"A Song before Sunrise"

 

JOSEPH HAYDN (1732 – 1809)

Sinfonia nº59 "O Fogo"

I. Presto
II. Andante o più tosto Allegretto
III. Menuetto. Trio
IV. Allegro assai


LUDWING VAN BEETHOVEN (1770 – 1827)

Suite do bailado "As Criaturas de Prometeus"

 

Overture: Adagio - Allegro molto con brio

I.Poco adagio - Allegro con brio

II. Adagio - Allegro con brio

III. Menuetto - Allegro vivace

VII. Grave

VIII. Allegro con brio - Presto

X. Pastorale: Allegro

XII. Maestoso - Adagio - Allegro

XIII. Allegro - Comodo

XVI. Finale: Allegretto - Allegro molto

 

Bruno Borralhinho, Maestro

Orquestra do Algarve

 

09/12

FARO

Universidade do Algarve (Campus Gambelas)

18h00

Entrada livre

Inserido nas comemorações do dia da Universidade do Algarve

Universidade do Algarve, Organização

 

______

 

BRUNO BORRALHINHO

Maestro e Violoncelista

O maestro e violoncelista português Bruno Borralhinho é Diretor Artístico do Ensemble Mediterrain e membro da Dresdner Philharmonie. Dirigiu a Orquestra Sinfónica Portuguesa, a Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, a Orquestra Metropolitana de Lisboa, a Orquestra Filarmónica Portuguesa, a Orquestra Clássica da Madeira, a Orquestra de Câmara Portuguesa, a Filharmonie Bohuslava Martinu (CZ), a Orquesta de Câmara de Bellas Artes (MX), a Orquestra Sinfônica do Paraná (BR), a Orquestra Sinfônica de Campinas (BR), Orquestra de Câmara da Rádio Romena (RO), a Deutsches Kammerorchester Berlin (DE), a Berliner Symphoniker (DE) e a Dresdner Philharmonie (DE), e trabalhou com solistas de renome internacional como Camilla Nylund, Tara Erraught, Sarah Maria Sun, Karolina Gumos, Lothar Odinius, Peter Bruns e Javier Perianes. Em 2022, a editora NAXOS lançou um CD inteiramente dedicado ao compositor português Fernando Lopes-Graça, interpretado pela Orquestra Sinfónica Portuguesa dirigida por Bruno Borralhinho.

A ópera é uma das suas grandes paixões, tendo dirigido novas produções de Mozart (Don Giovanni, 2023), Ravel (L'heure espagnole, 2022) e Puccini (Gianni Schicchi, 2018), e trabalhado como assistente em produções de Wagner (Der Fliegende Hollender, 2022) e Beethoven (Fidelio, 2020).

Como violoncelista, Bruno Borralhinho é considerado um dos mais prestigiados músicos portugueses e um “Embaixador da Música Portuguesa” (“Público”). Estudou com Luís Sá Pessoa na Covilhã, Markus Nyikos em Berlim e Truls Mork em Oslo. De destacar as unanimemente aclamadas interpretações das 6 Suites de Bach com a Montagnana "Suggia" e as obra completa de Beethoven para violoncelo e piano com o Stradivari "Rei de Portugal". Gravou as sonatas de R. Strauss e Zemlinsky para a ARS, bem como dois discos totalmente dedicados à música portuguesa para a NAXOS. É Mestrado em Gestão Cultural pela UOC - Universitat Oberta de Catalunya (Barcelona) e Doutorado em Humanidades pela Universidad Carlos III (Madrid). Ao longo da carreira, apresentou- se nas principais salas de concerto de toda a Europa, Ásia, EUA, Canadá, Rússia e América do Sul e trabalhou com maestros importantes como Abbado, Barenboim, Masur, Thielemann, Janowski, Nagano, Blomstedt, Järvi ou Nelsons.


voltar

Se deseja receber notícias sobre futuros eventos, subscreva a nossa newsletter

Subscrever

Morada
Rua João Brito Vargas
Casa das Figuras
8005-145 Faro
Siga-nos